Câmara Municipal do Rio promove homenagem aos terreiros de Umbanda e Candomblé

Solenidade aos terreiros na Câmara Municipal do Rio./Foto divulgação.

A Câmara Municipal do Rio de Janeiro homenageou na noite de ontem, 16/09, terreiros de Umbanda e Candomblé pela atuação em serviços sociais e resistência em meio a um cenário crescente de preconceito religioso. A entrega de Moções foi promovida pelo vereador líder de governo, Átila A. Nunes (DEM) e contou com a presença do relator da CPI que investiga os crimes relacionados à violação da liberdade da fé, o deputado Átila Nunes (MDB).

Solenidade aos terreiros na Câmara Municipal do Rio./Foto divulgação.

”O termo ‘intolerância’ é um erro. Ninguém deve tolerar ou suportar a fé do próximo. O que nós queremos é que respeitem todas as religiões. O termo correto é ‘preconceito religioso’, afinal estamos falando de casos que incendeiam terreiros, apedrejam adeptos, perseguem e demitem quem expressa a sua religiosidade. Vamos falar o que de fato é: preconceito!” – afirmou o deputado Átila Nunes.

Solenidade aos terreiros na Câmara Municipal do Rio./Foto divulgação.

O evento contou com a participação dos Ogãs Tião Casemiro e Luan do canal Pureza Atabaque. Os presentes puderam louvar Exu, Criança, Catimbó e Orixá no Palácio Pedro Ernesto.

Solenidade aos terreiros na Câmara Municipal do Rio./Foto divulgação.

”Estou aqui pela confiança que depositaram em mim pela luta contra o preconceito religioso. A minha família tem uma história na causa e agradeço por dar continuidade no trabalho. Receber os dirigentes na Câmara é muito importante para lembrar aos preconceituosos que todos temos um lugar e o direito de ser representado” – concluiu o vereador Átila A. Nunes.