Templo é dinheiro

Pastor Silas Malafaia/FOTO: Reprodução

Silas Malafaia, o pastor evangélico que se negou a fechar seu comércio, ou melhor sua igreja, ingressou com ação contra um canal no YouTube chamado “Romagaga”, com mais de 330 mil inscritos. Quer indenização e a retirada de um vídeo postado em 2017, porque o youtuber criticou o pastor, que teria insinuado que a Disney tenta “erotizar crianças com homossexualismo”. O caso corre na 7ª Vara Cível de São Paulo.

Fonte: Coluna Alcelmo Gois- O Globo