Os 70 anos do programa Melodias de Terreiro

Foto: Melodias de Terreiro

Em 1948, na antiga Rádio Guanabara, o radialista Átila Nunes começou a apresentar os primeiros discos de pontos de Umbanda dando início ao que seria o segundo programa mais antigo da rádio brasileira, depois da Voz do Brasil: o programa Melodias de Terreiro.

A programação que começou tímida, apenas com algumas cantigas e preces foi ganhando espaço e, em 1952, já eram realizadas audições de trinta minutos.

Dois anos depois, o Melodias de Terreiro se transformou em uma realidade e ocupava um espaço de quatro horas na programação da Rádio Guanabara, divulgando pontos, preces e poemas.

História x Umbanda

O Melodias de Terreiro surgiu na época em que a Umbanda sofria forte repressão. Em uma entrevista à Revista do Rádio, na década de 50, Átila Nunes relatou que o início do programa foi muito difícil e que só Deus sabia a luta que ele precisou travar para mantê-lo no ar: “Fui o primeiro que teve coragem de divulgar as melodias de terreiro, em um programa especial”.

A repercussão ao novo programa foi tão grande que os telefones da emissora não paravam de tocar. Coube então ao diretor da Rádio Guanabara, “Dr. Brasil”, decidir se a emissora continuaria ou não transmitindo um programa com “melodias de terreiro”, e a decisão foi pelo sim…

Além de contar com o apoio decisivo do diretor e seus companheiros de emissora (Jorge Bartoly, Newton Pinheiro, Santos Garcia e Renato Valente), Átila Nunes teve o suporte da sua inseparável companheira, Bambina Bucci, para transformar um grande sonho em realidade.

O compositor e “ batuqueiro famoso”, J.B. de Carvalho, foi um dos compositores de pontos de Umbanda que mais apoiaram a ideia da criação do programa. Parceiro inseparável desde a primeira hora, J.B. de Carvalho acabaria se tornando recordista no lançamento de discos com cantigas de Umbanda.

Sucesso na Umbanda

Ao longo dos anos o “Melodias de Terreiro” se consolidou como o principal programa voltado aos cultos afro e também foi apresentado por Bambina Bucci, Átila Nunes Filho, Átila Nunes Neto e Átila Alexandre Nunes.

O programa ainda deu nome à Rádio Melodias de Terreiro, que contêm o maior acervo de pontos de Umbanda e Candomblé do país. A Rádio pode ser acessada pelo celular através do aplicativo Rádio Melodias de Terreiro e também pelo site: radiomelodiasdeterreiro.com.br.