Além do Rio de Janeiro: Em um ano, denúncias de intolerância religiosa crescem 60% no Espírito Santo

Em 2018, as denúncias de intolerância religiosa, através do Disque 100, chegaram a 506 casos no Brasil. Nesse cenário, um estado chama atenção: somente no Espírito Santo foram 8 casos, o equivalente ao aumento de 60% no índice, quando comparado com os dados, do mesmo período de 2017.

 

Os números são do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, com base em dados atualizados em 1 de julho deste ano, sendo que as informações correspondem até o segundo semestre de 2018.

 

Vale ressaltar que, em 2014, o Espirito Santo chegou a não ter nenhum registro de denúncias no Disque 100. Porém, nos últimos 4 anos o número só cresce, oscilando entre cinco e oito denúncias.

 

Os dados apontam ainda que entre os locais de maior violação, está a casa da vítima, com quatro registros entre esses oito casos de intolerância. Além disso, no ranking de denúncias por 100 mil habitantes, o estado capixaba sai da 13 º posição, em 2017, com uma média de 0,14 casos, para a 3 º, com 0,23 casos, em 2018.

 

Mas a secretária de Direitos Humanos do Espírito Santo, Nara Borgo, alerta que o aumento reflete sobre todo país. Já o professor do Departamento de Filosofia da UFES, a Universidade Federal do Espirito Santo, Marcelo Barreira, acredita que, “Existe um peso político forte. Há uma preocupação da proteção física, em relação à violência religiosa, mas deveríamos mesmo ter direitos humanos no pacote da educação, o que não temos tido ultimamente”.

 

Fonte: página do Facebook, @melodiasdeterreiro