Zona Oeste do Rio de Janeiro recebe a 10 º Feira de Artesanatos e Artes Ciganas

Consultas com cigano Sete Mares, jogos de cartas e tarô, leitura na borra de café, leitura de mãos com as ciganas, música ao vivo, grupo de dança cigana e muito artesanato, vão invadir o bairro do Pechincha, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, neste domingo, dia 13.

O evento que reúne muita cultura e religião afro, está marcado para começar às 12h com previsão de sequência até às 20h. Na oportunidade, quem comparecer ainda poderá provar os sabores dos doces ciganos.

A organização e realização é da Ordem Espiritual Cobra Coral, que fica na Rua Claudino de Oliveira. A casa, comandada pelo Babalorixá Célio Silva, não tem filiais, nem filho de santo e é reconhecida como casa aberta.

Fundada em 23 de abril de 2004, a Ordem pratica a Umbanda, fundamentada na filosofia do Médium Zélio Fernandino de Moraes, a partir do “Caboclo Sete Encruzilhadas”. A ideia é trabalhar em prol da caridade para aqueles que buscam espiritualidade através das entidades de Umbanda.

Entre as ações realizadas no espaço, estão as giras públicas que permitem o acesso do povo de axé, mediante entrega de senhas, sempre entre 17h e 19h. Para este tipo de evento, a Ordem estimula a doação de 1 kg de alimento não-perecível.

Babalorixá Célio Silva

Com a presença do Vereador Átila A. Nunes e outros Dirigentes Umbandistas, no dia 8 de setembro de 2015, o religioso recebeu o conjunto de medalhas de Mérito Pedro Ernesto, no Plenário do Palácio Tiradentes, das mãos do Deputado Estadual Átila Nunes. Além disso, Célio Silva participou da solenidade de sanção do Projeto de Lei 550/2013, de autoria do Vereador Átila Alexandre Nunes, que garantiu o não enquadramento do material proveniente de culto religioso, no programa “Lixo Zero”.