Casas de axé e até centro Kardecista recebem homenagens na Câmara do Rio

Foto: Henrique Esteves

Religião que prega a mediunidade, caridade como base para a salvação e a reencarnação, o Kardecismo se reforça como um segmento que não costuma manter relações com vertentes políticas, mas, curiosamente, o grande sonho do antigo dirigente, já falecido, do Lar Espiritual Sagrado Coração de Jesus – Casa Hansen, era justamente que o trabalho do local fosse reconhecido e homenageado por uma casa legislativa.

E assim foi feito, através das mãos do vereador Átila A. Nunes, que na noite de ontem, na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, entregou nas mãos da esposa de José de Oliveira Silva, a Dona Raquel Couto e do seu filho, José Renato Silva, uma moção póstuma pela atuação do Lar e luta da família em defesa da fé e reafirmação do Kardecismo no Rio.

Foto: Henrique Esteves
Foto: Henrique Esteves

Além dos representantes da Casa Hansen, outros 12 terreiros de Umbanda e Candomblé foram homenageados na Sessão Solene de entrega de Moções de Aplausos e Congratulações, realizada no salão nobre. Além do vereador, compuseram a mesa o deputado Átila Nunes e o membro do Conselho Estadual de Promoção da Liberdade Religiosa, Márcio Righetti.

Para Márcio, o momento é de grande importância para a comunidade religiosa: “nós somos diversos e plurais, por isso fico muito feliz pela abertura dessas portas e permissão do reconhecimento do povo, através de solenidade e formalidade das instituições”.

Foto: Henrique Esteves

O vereador Átila A. Nunes, ressaltou que a homenagem é uma via de mão dupla: “reunimos aqui umbandistas, candomblecistas, e conseguimos hoje, de forma um pouco mais rara, trazer uma casa espírita, kardecista, e são nesses contatos que eu já recebi tanto carinho e ensinamentos, por isso eu também só tenho a agradecer”.

Foto: Henrique Esteves

Cantor, compositor e intérprete, o Ogã Tião Casemiro, fez apresentações musicais durante o evento e encerrou a sessão fazendo os convidados, que lotaram o salão, levantarem e cantarem junto as principais canções umbandistas.

 

Casas homenageadas

 

Os templos religiosos foram escolhidos pelo trabalho de luta e resistência em tempos de intolerância religiosa:

CASA DE CARIDADE SETE RAIOS DE PAI BENEDITO E SÃO JOÃO BAPTISTA

CENTRO ESPÍRITA CABOCLO SETE FLECHAS E PAI JOÃO DE ANGOLA

CENTRO ESPÍRITA CANTINHO DO VOVÔ ARRUDA E CABOCLO PENA BRANCA

ILÊ AXÉ BABÁ OMIN FUN FUN

CENTRO ESPÍRITA VOVÔ MIRRONGUEIRO DIRIGENTE

TEMPLO DE SÃO JORGE

TENDA ESPÍRITA CINCO ESTRELAS

CENTRO ESPÍRITA JESUS MARIA E JOSÉ

TENDA ESPÍRITA MIGUEL ARCANJO

TENDA ESPÍRITA AMOR, CARIDADE E HUMILDADE

LAR ESPIRITUAL SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS – CASA DE HANSEN

ILÉ ÁSE OSÀLÚFÓN

CASA DE CARIDADE CANTINHO DA VOVÓ ANA DA BAHIA

Foto: Henrique Esteves