Intolerância Religiosa: estudante é impedido de entrar no ônibus

Um estudante foi impedido de entrar em ônibus e acusou motorista de intolerância religiosa. O rapaz usava turbante de candomblé (ojá) e foi impedido de entrar em ônibus no Rio.

Segundo foi apurado pela equipe do Secretário de Direitos Humanos, Átila Alexandre Nunes, um motorista da linha 550 não permitiu que o estudante Eduardo Medeiros Ferrari embarcasse num ônibus com uma camiseta da rede pública de ensino e uma calça e um turbante do candomblé,

Em um vídeo publicado nas redes sociais, o estudante contou que tentou embarcar, mas foi impedido pelo motorista do veículo que, segundo ele, teve atitude preconceituosa e de intolerância religiosa. O caso foi registrado na polícia como ameaça.

O caso foi registrado na delegacia como ameaça. O consórcio Transcarioca disse que a empresa já identificou e afastou o motorista e abriu um procedimento interno para investigar o caso. A linha que o motorista fazia na data do incidente faz o trajeto Cidade de Deus x Gávea.

O depoimento do estudante na TV está nesse link do portal G1:
https://g1.globo.com/…/estudante-e-impedido-de-entrar-em-on…

No vídeo abaixo, o estudante é entrevistado pelo deputado Átila Nunes.