Átila Nunes comenta notícia sobre Crivella oferecer a pastores ajuda com cirurgias de fiéis e IPTU

Prefeito se reuniu com líderes religiosos em agenda secreta no Palácio da Cidade

Átila Nunes demonstra a sua indignação com o caso. Foto: Divulgação

Conforme revelaram os jornais O Globoe o Extra e que replicamos na íntegra, em agenda secreta no Palácio da Cidade, na quarta-feira (4), o prefeito Marcelo Crivella ofereceu ajuda a pastores e líderes de igrejas que tenham problemas com IPTU em seus templos ou que queiram angariar fiéis que necessitem de cirurgias de Catarata e Varizes. Para o deputado estadual, Átila Nunes, o noticiário traz “um dos maiores escândalos que já viu na administração pública”, como disse em seu vídeo publicado na fanpage Melodias de Terreiro.

“Crivella reúne 200 e tantos pastores, junto com o seu candidato preferido, Rubens Teixeira, e promete mundos e fundos, privilégios decorosos, indecentes, um verdadeiro escândalo a todos pastores da igreja dele e mais a todos os fiéis, em detrimento aos milhões de cariocas que estão abandonados (…). O problema aqui já não é nem mais religioso. É de absoluta insanidade política. Chegou o momento de nós todos, cariocas, que amamos o Rio de Janeiro. Até aqueles que não nasceram aqui no Rio pedir o impeachment desse homem. Ele está totalmente descontrolado. Perdeu todo e qualquer tipo de conduta, postura e faz uma reunião dessa, que é uma verdadeira campanha eleitoral dentro do Palácio da Cidade, um órgão público, a sede da Prefeitura. (…) Chega a ser um deboche aos cariocas que sofrem na fila de cirurgias”, declara o deputado.

Intitulado “Café da Comunhão”, o encontro foi combinado por WhatsApp, em mensagem à qual O Globo teve acesso. Os organizadores pediram aos presentes que levassem “reivindicações por escrito, relações de suas igrejas e número de membros”.

— Na prefeitura, estamos fazendo mutirão da catarata. A Márcia trabalha comigo há quinze anos. Ela conhece os diretores de toda a rede federal, Ipanema, Lagoa, Andaraí, Bonsucesso, do Fundão, ela conhece os diretores de todos os hospitais da rede municipal que eu já apresentei a ela, que já vieram e almoçaram conosco, de maneira que ela me representa em todos esses setores, Miguel Couto, Souza Aguiar, Lourenço, Salgado, Piedade e por aí afora. Nós estamos fazendo o mutirão da catarata. Contratei 15 mil cirurgias até o final do ano. Então se os irmãos tiverem alguém na igreja com problema de catarata, se os irmãos conhecerem alguém, por favor falem com a Márcia. É só conversar com a Márcia que ela vai anotar, vai encaminhar, e daqui a uma semana ou duas eles estão operando — disse, emendando:

— A outra são varizes. A maioria são mulheres que estouram uma variz na perna e abre uma ferida que não fecha. E a senhora apenas troca o curativo. Hoje existe uma maneira, injeta na veia dela uma espuma medicinal e fecha a ferida, uma benção. Também por favor falem com a Márcia. E tem a vasectomia para os homens, estamos zerando a fila. É muito importante os irmãos ficarem com o telefone da Márcia ou do Marquinhos porque às vezes ocorre um imprevisto. Se houver caso de emergência, liga. Liga para a Márcia e ela liga para mim, para o Marquinhos… É importante você ter um canal para poder socorrer num momento de emergência. Sobre problemas de pastores com impostos, Crivella informou que é preciso “dar um fim nisso”.
— Tem pastores que estão com problemas de IPTU. Igreja não pode pagar IPTU, nem em caso de salão alugado. Mas, se você não falar com o doutor Milton, esse processo pode demorar e demorar. Nós temos que aproveitar que Deus nos deu a oportunidade de estar na Prefeitura para esses processos andarem. Temos que dar um fim nisso.

Assista ao relato do deputado Átila Nunes sobre a respeito desta reunião:

Crivella também ofereceu soluções para outros problemas, como, por exemplo, pontos de ônibus distantes de igrejas.

— Às vezes o pastor está na porta da igreja e diz assim: ‘quando o povo atravessa, pode ser atropelado’. Vamos botar um sinal de trânsito. Vamos botar um quebra-molas. Ou então o pastor diz assim: ‘o ponto de ônibus é lá longe, o povo desce e vem tomando chuva até a porta da igreja’. Então vamos trazer o ponto pra cá. Vamos aproveitar esse tempo que nós estamos na prefeitura para arrumar nossas igrejas. Se vocês quiserem fazer eventos no parque Madureira, está aqui o nosso líder, que é o doutor Valmir. Se vocês tiverem problema, tem o Manassés, o nosso companheiro, que cuida das pessoas com problema de vícios em drogas. Contem conosco, este palácio está aberto a vocês. Qualquer coisa, nossa equipe está aqui. Se as igrejas estiverem bem, crescendo, quantas tragédias não vamos evitar?

No fim do evento, a mulher de Crivella puxou uma oração:

Na sequência, a equipe de assessores de Crivella passou a anotar as demandas e pedidos dos presentes. Um dos organizadores anunciou que um novo encontro com “novos pastores” está previsto para acontecer “em breve”, e disse que, na ocasião de qualquer problema, os fiéis poderiam procurar a sala 1501 no prédio da prefeitura.

OUTRO LADO

Em nota, a prefeitura informou que a reunião teve como objetivo prestar contas e divulgar serviços importantes para a sociedade, entre eles o mutirão de cirurgias de catarata e o programa sem varizes. E ressaltou que o prefeito ” já recebeu os mais diversos representantes da sociedade civil, para tratar dos mais variados assuntos, tanto em seu gabinete quanto no Palácio da Cidade”.

 

Fontes: O Globo e Extra.