Nova Iguaçu terá 1º Projeto Cultural Nossa Ancestralidade com homenagem a Ekedis

Evento sob o comando de Nádia D'Oyá exalta as matrizes afro-brasileiras

Ekedis serão homenageadas em evento de Nova Iguaçu. Foto: Divulgação/Henrique Esteves

No próximo domingo (24), ocorrerá em Nova Iguaçu o “Égbé Biuá Asolú – 1° Projeto Cultural Nossa Ancestralidade”, na quadra da GRES Leão de Nova Iguaçu, no bairro Santa Eugênia, a partir das 10h. Em sua primeira edição, o evento presta uma grande homenagem às Ekedis, cargo de grande importância dentro do Candomblé. A venda de mesas será limitada. Para mais informações, fale com Lucas Moura pelo telefone (21) 99010-2333 (WhatsApp).

A iniciativa está sob o comando de Nádia Maria, conhecida como Nádia D’Oyá, dirigente do Ilè Ayaba Alaiye ati Biwá Loná, localizado no bairro Palmares, também em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. A ideia de criar o evento surgiu a partir do grupo de mesmo nome do evento, que tem como proposta elevar o conhecimento cultural e educacional dos adeptos de religiões de matriz africana.

“Os diversos casos de ataques a terreiros que vêm acontecendo nos acendeu a ideia de criar o evento com foco em Nova Iguaçu, pois aqui tivemos alguns casos de intolerância religiosa recentemente”, conta.

Além disso, a festividade conta com grande apoio da Feira dos Oborós, que em sua última edição fez uma homenagem aos Ogans. O evento inclusive foi inicialmente idealizado para acontecer como mais uma edição da feira, porém, com o amadurecimento da ideia o 1° Projeto Cultural tornou-se uma iniciativa independente.

“Fui convidada por Yá Janaína a visitar e homenagear um Ogan na Feira dos Oborós, em Caxias. Em um segundo momento, conversando com ela, pensamos em homenagear nossasYás Èkèjí Ajòyè Makotas”, relembra.

Entre as homenageadas, estarão: as Ekedis Alin D’ Yemanjá, Maria Moreira, Daniele D’Oyá e outras.

Nádia D’Oyá, idealizadora do “Égbé Biuá Asolú – 1º Projeto Cultural Nossa Ancestralidade”

Assim como o grupo que deu origem ao “1° Projeto Cultural”, o encontro também tem como uma de suas principais propostas estimular um maior aprendizado sobre a cultura africana, assim como sua ancestralidade. Além das homenagens, estarão presentes também palestrantes como Sinara Rúbia e Paulo Rhasta, que iniciam contando histórias de mitos africanos através de uma atividade dinâmica  e interativa. Outras palestras também serão ministradas.

“Será feita uma roda de conversa com contação de histórias dinâmica e a interação de todos. Outras palestras também vão ser ministradas por figuras como a Arlene de katendê, que é conselheira cultural de Igualdade Racial de Nova Iguaçu, presidente da Liga da União das Escolas de Samba de Nova Iguaçu e fundadora do Afoxé Maxambomba”, explica.

E para animar o encontro, o “1° Projeto Cultural” recebe os grupos de Afoxé Omo Ketu e os convidados Afoxé Orin Layó, Afoxé Osun L’ade e Afoxé Òmó Òjò.  A bateria da GRES Leões de Nova Iguaçu também será uma das atrações. Na Gastronomia, haverá opções como Acarajé, Sopa de Ervilha, Feijoada e “aquela cerveja  gelada”, como adiantou a organizadora.

A equipe de produção do “1° Projeto Cultural” é composta por seis pessoas que, além de Yiá Nádia, estão incluídos: Lucas d’ogun (diretor) e as colaboradoras administrativas: Yá Charlene d’osun, Pâmela d’ Yemonja, Ekedy Daniele d’Oya e Bianca d’ou.

A quadra do GRES Leões de Nova Iguaçu fica na  Rua Mario José da Fraga, 41, no bairro Santa Eugênia, na cidade de Nova Iguaçu.

Apoio:

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO ECONOMISTA (KELLY MACEDO)
-ORIENTAÇÃO JURÍDICA ( DR. MARCUS DE ODÉ)
-ATELIÊ PAVÃO DE OURO (NÁDIA D’ OYA)
-Advogada Dr. Mônica Machado (oyajumi)
-Ateliê Bambuzal
-Técnica de enfermagem UniRIO Helga Barreto (Sra Fonseca)
-Enfermeiro André Fonseca
-Valéria Miranda (Odemim de Logum
-Asé Urca Yalorisá (Iyá Janaina Nascimento)
-Ilé Asé Ijiobá Odé (Pai Flávio d’Oxossí ‘Chamel’)
-Ateliê ChamelModas
-Presidente Bira GRES
-Promotor de Eventos Paulo Preto GRES
-Dança terapia (Simone Lyra)
-Ile Àshe Efon ( Elias de Yansa)
-Vilma Piedade
-Iyá Mara de Yemonjá
-Alako Machado
-Naira Gisella
-Iyá Fórójí
-Ogan kotoquinho
-Ilé Àsé Omo Ofá (Juracema de Logun)
-Ilé Àse Ayá Oya dos Efufu de Agbon Ymoyê ( Togigi d’ Yemonjá
-Afoxé Omo Ketu
-Afoxé Orin Layo
-Afoxé Osun L’ Adé

*Estagiário supervisionado pela jornalista responsável Íris Marini.