Um e-commerce abençoado por Oxum

Loja virtual oferece bijuterias com foco na religiosidade afro-brasileira

Um negócio que está relacionado à beleza e à vaidade não poderia ter outro nome senão YêYê Ô Bijus,  e-commerce criado em 2017 por Pricila Teodoro de Almeida, de 34 anos. Em um momento onde as portas pareciam estar fechadas, a loja virtual surgiu como uma alternativa e, desde então, segue dando certo. Moradora de Rocha Miranda, na Zona Norte do Rio de Janeiro, a carioca conquistou seu espaço através de sua fanpage, onde exibe seus produtos inspirados na religiosidade afro-brasileira.

Fundada em 2017, a Yê Yê Ô Bijus comercializa acessórios como: brincos, colares, brincos, pulseiras, anéis, tornozeleiras, cordões, leques, bandejas, entre outros. Os produtos também atendem o público masculino. Apesar do grande foco na religião, hoje o e-commerce também oferece produtos fora da temática.

“No princípio, todos os meus itens eram relacionados à religiosidade. Mas com o passar do tempo, comecei a elaborar peças não religiosas, para não deixar de vender e para atender a um público seleto, que gosta de peças exclusivas. Aquelas que você não encontra no comércio popular”, explica.

 

Filha de Oxum e adepta do Candomblé há 19 anos, a ideia de criar o negócio surgiu após Priscila receber orientação da espiritualidade através de um jogo de búzios. Na época, a carioca estava desempregada. A ocasião foi o principal incentivo para que a empreendedora decidisse amadurecer a ideia de criar seu próprio negócio.

“No jogo, Exú veio falando: “Oxum vai lhe abrir um pequena porta”. E nessa época, estava desempregada e totalmente desmotivada, triste. Em abril de 2017, numa ida ao Mercadão de Madureira, passei por várias lojas de artigos religiosos e fiquei observando as vitrines. Ali, me veio a luz”, relembra.

A YêYê Ô Bijus também marca presença fora da internet. Priscila leva seu trabalho a eventos dedicados à religiosidade. O primeiro deles foi o Crianças de Axé, em outubro de 2017, no Centro Cultural Cartola, na Mangueira. Em seguida, também esteve como expositora no Atabaque de Ouro, e recentemente esteve presente no Agbara Dudu. Além disso, a candomblecista está todas as terças-feiras na Feirinha do Méier, das 9h às 19h30.

“Também pretendo fazer o Expo Religião 2018 e o Ogans Em Ação, do Tião Casemiro”, completa.

Como todo bom empreendedor que pretende crescer, Priscila tem planos de futuramente criar um site para melhor atender seu público na internet. Além disso, uma loja física também está entre os objetivos da jovem.

“Não desisti  do sonho do espaço físico. Enquanto não posso tê-lo, vou fazendo as exposições, eventos que aparecem e que me convidam”, diz.

A YêYê Ô Bijus realiza entregas para todo o Brasil e os pedidos podem ser feitos por inbox, através da Fanpage, ou pelo Instagram.

*Estagiário de Redação supervisionado pela jornalista responsável Íris Marini.