Dia Mundial da Água: elemento é fundamental para os ritos

Limpezas energéticas, amacis, banhos, curas e outras práticas religiosas fazem o seu uso

Água é essencial para os trabalhos com os guias espirituais. Foto: Reprodução.

Criado pela ONU por meio da resolução 47/193, o Dia Mundial da Água é comemorado nesta quinta-feira, 22 de março. A importância deste elemento é imensa, não só pelo reconhecimento das Nações Unidas, mas também porque três quartos do planeta é composto por ele, somando-se os oceanos e os rios. Além disso, grande parte do corpo humano também é formado pelo líquido que representa a origem de uma infinidade de seres vivos. Além de ser essencial para a manutenção da vida, a água também é fundamental para fins magísticos, como ocorre nos rituais de Umbanda e Candomblé.

A blogueira Lila Menezes explica a função de diversos tipos de água (veja no fim da matéria) e reforça a afirmação de que trata-se de um dos elementos naturais mais receptivos.

“Com uma energia altamente atratora e condutora, ela é utilizada principalmente pelos Guias Espirituais nos momentos onde há a necessidade de realizar grande limpeza, purificação e energização de nosso corpo astral e de nossa casa, afinal, existem cargas e energias negativas, que somente esse elemento natural é capaz de desfazer, limpar e equilibrar”, diz.

A água representa, não só a vida, mas também o movimento e a fluidez, já que para que o bom funcionamento do planeta se mantenha, há uma dependência de seu ciclo que possui diferentes etapas: evaporação,  onde o sol aquece a superfície do mar e dos rios e a transforma em vapor; formação de nuvens em contato com as massas frias de ar, gerando as chuvas, e tudo se reinicia.

Dentro da religiosidade afro-brasileira, o simbolismo da água possui caráter físico e abstrato, já que está ligado às Yabás, que são Orixás femininas. Cada uma destas divindades está vinculada a uma das etapas do ciclo da água: Oxum, senhora das águas doces, domina as energias dos rios e cachoeiras; Iemanjá com ponto de força nas águas salgadas, a calunga grande; Iansã, por sua vez, mãe das tempestades; e Nanã, relacionada, não só à lama, mas também às águas turvas.

A água tem o poder de absorver, acumular ou descarregar energias, tornando-se um elemento condutor de vibrações. Na Umbanda e no Candomblé, seu uso é indispensável

Cachoeiras e rios são territórios de Oxum. Foto: Reprodução.

em diversas ocasiões como trabalhos de cura, descarrego, limpeza, imantação, entre outros. Além disso, é material de amacis, colocada dentro de quartinhas, ou em copo de firmeza de anjo de guarda. Quando em obrigações, o componente representa a energia vital, e quando usadas em copos próximos a velas, para firmeza de Orixás, guias, entidades  ou anjo de guarda, com poder de absorção de energias.

Para reter com êxito as vibrações de um ambiente, é recomendável que se troque o líquido em um período de, no máximo, 7 dias, pois, uma vez saturada, a água perde a capacidade de absorção. É comum também que, em casas de nação, uma filha ou um filho de santo use uma quartinha de água para despejar nos lados direito e esquerdo da entrada. Isso é feito com o objetivo de acalmar Exu ou despachar o mal que possa estar acompanhado de uma pessoa, é utilizada um escudo contra o mal.

Tipos de água e sua funções, por Lila Menezes

Mar

Ótima para descarrego e para energização, batida contra as rochas e as areias da praia, vibra energia, por isso nunca se apanha água do mar quando o mesmo está sem ondas. A energia salina do mar “queima” as larvas e miasmas astrais, principalmente sob a vibração de Iemanjá. Podemos ir molhando os chakras à medida que vamos adentrando no mar, pedindo licença. No final, podemos dar um bom mergulho de cabeça, imaginando que estamos deixando todas as impurezas espirituais e recarregando nosso corpo de energias sutis. Ideal, se realizado em mar com ondas.

Cachoeira

Com a mesma função do banho de mar, só que executado em águas doces. A queda d’água provoca um excelente “choque” em nosso corpo, restituindo as energias, ao mesmo tempo em que limpamos toda a nossa alma, é água batida nas pedras, nas quais vibra, crepita e nos livra de todas as impurezas. Ideal, se tomado em cachoeiras localizadas próximas de matas e sob o sol.

Rios e Lagoas

Tem também grande propriedade curadora e equilibradora. Se o rio tiver pouco movimento, quase parado, assim como a lagoa ou mangue, essa água tem uma energia decantadora e curadora. Se o rio for bem movimentado com corredeiras, a energia da água é energética, equilibradora e reparadora.

Mineral

Água da pureza, do equilíbrio, da harmonização e da paz. Envolve nossos chakras desobstruindo-os e equilibrando- os. Utilizada para a fixação de fluidos espirituais transmitido pelas Entidades de Luz. Obviamente, é uma água muito mais fácil de se encontrar, por isso aproveitem esse Axé.

Poço

É excelente nos casos de doenças, tanto no corpo espiritual como no corpo astral, pois tem uma grande energia transmutadora. Essa água está em contato com a terra, que é o agente mais poderoso de regeneração física absorvendo a energia ruim da área afetada, colocando em seu lugar uma energia boa. A cura se processa graças a uma troca de energia devido a interação entre os componentes físico, químico e energético que a terra oferece.

Chuva

É altamente energética e purificadora. É a água que entrou em estado de vaporização e absorve toda a energia do ar, quando novamente entra em outro estado de mudança e retorna ao estado líquido, caindo do céu sobre a terra. Por isso, é utilizada justamente nos momentos em que precisamos de mudança. A água da chuva é benéfica e pura, porém, depois de cair no chão, torna-se pesada, pois atrai as vibrações negativas do local. sendo ótima também para banhos de descarrego e limpeza de ambientes.