Encontro da Liberdade Religiosa chega a Duque de Caxias, nesta sexta

Encontro Pela Liberdade Religiosa já passou por São Gonçalo. Foto: Divulgação/Henrique Esteves.

O secretário estadual do Rio de Direitos Humanos e Políticas para Mulheres e Idosos, Átila Alexandre Nunes, participa, nesta sexta-feira (9), de mais uma edição do “Encontro pela Liberdade Religiosa”, em Duque de Caxias. A atividade, que contatá com a presença de representantes de religiões de matriz africana da região, será realizada ás 11h, na Rua Frei Fidelis, sem número, em frente á rodoviária local da cidade.

A ação é outro projeto da pasta, que também lançou em janeiro o Plano Estadual de Promoção da Liberdade Religiosa e o Conselho Estadual de Defesa e Promoção da Liberdade Religiosa.

Leia também:

Direito de Resposta: reagendado para abril a sessão que julgará o processo contra a Record TV

Racismo Religioso, na coluna Por Dentro da Lei

A vigilância pelo livre exercício da fé, na coluna Liberdade Religiosa

Colunista fixo do portal Notícias de Terreiro, o político sempre defendeu em sua carreira o combate à intolerância e o respeito à diversidade. Vereador eleito em 2012 e com mandato de deputado federal em 2016, é autor de diversos Projetos de Lei e programas em benefício da população.

A SEDMHI também realiza em Caxias a primeira edição do projeto “Mais Cidadania”. A ação, que já ocorreu em São Gonçalo, Volta Redonda, entre outras cidades, assim como o Encontro, acontece em parceria com as prefeituras dos municípios. O objetivo é integrar os serviços oferecidos pelo Estado, bem como informações e iniciativas para mobilizar a população sobre os Direitos Humanos e mecanismos de exercício de cidadania.

Entre os serviços oferecidos durante a ação estão: o Ônibus Lilás, veículo que disponibiliza orientação jurídica, psicológica e social gratuita para mulheres e o Disque Idosos Presencial. O próximo destino do “Mais Cidadania” e do “Encontro Pela Liberdade Religiosa” é Nova Iguaçu, no dia 13 de março, das 9h às 16h.

Veja ainda:

Estatuto da Liberdade Religiosa é aprovado na Alerj